quarta-feira, 29 de outubro de 2014

A troca dos dentes de leite - quando e como acontecem?

Muitas vezes as mães se preocupam com o período das trocas dentárias. Nós já conversamos sobre a erupção do primeiro dentinho, e agora é hora de começarmos a falar sobre a erupção dos dentes permanentes.
Esses eventos começam a ocorrer, em média, entre os 5 e 7 anos de idade. Geralmente, a criança está na escola, e os coleguinhas já começaram a “abrir as porteiras”, e isso se torna uma ansiedade para os pais e para a criança.
Quem não quer encontrar a fada do dente?
Como eu disse, existe uma média. Isso não significa regra! Cada um vai ter seu momento. Os dentes de leite são em número de 20: 8 incisivos, 4 caninos e 8 molares. Enquanto os permanentes são 32: 8 incisivos, 4 caninos, 8 pré-molares e 12 molares (contando o siso). Portanto, além das trocas, vão ter dentes nascendo sem que caiam outros.
Por volta dos 5 aos 7 anos, iniciam as trocas dos incisivos (dentes da frente) e são 8 dentes (4 superiores e 4 inferiores). O mais importante nesse período, é que ao mesmo tempo em que essa primeira troca está acontecendo, atrás do último dente de leite do arco, nasce mais um dente sem que caia nenhum: o primeiro molar permanente. Ele é um dos dentes mais importantes da arcada, e por isso é fundamental o cuidado com a escovação dele desde cedo. Até pela sua localização mais escondida, é mais fácil que se acumulem bactérias e comidas ali.
Depois dessa fase, ficamos dos 7 aos 9 anos (em média), sem que aconteça nada. É  normal que você ache que os dentes do seu filho são tortos e separados nessa fase. Mas isso é assim mesmo! Tudo começa a se organizar melhor quando ocorre a segunda fase das trocas. Dos 9 aos 12 anos, os caninos e molares de leite vão dar lugar aos caninos e pré-molares permanentes. E assim como antes, mais um dente erupciona sem que caia outro atrás do primeiro molar permanente: o segundo molar permanente.
Essa cronologia de erupção dos dentes tem um papel fundamental para proporcionar um correto posicionamento dentário, por isso é tão importante que não seja necessário extrair nenhum dente de leite antes da hora, o que acontece às vezes por cáries extensas, para evitar a perda de espaço para os permanentes de posicionarem. Os dentes de leite também tem essa função: guardar o lugar para os permanentes.  
Agora temos a arcada completa! Depois disso, só vão aparecer os sisos, por volta dos 18 anos, para aqueles que tiverem.
Até a próxima! Beijos Mariana. 

Mariana Ilha é formada em Odontologia pela PUCRS, fez especialização em Odontopediatria na UFRJ e é mestranda na ULBRA. Atualmente tem consultório em Passo Fundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário