quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Será que tem palitinho com gosto de gelatina?

Mamães, inicia hoje no blog a coluna Pediatria. A cada 15 dias a Eleonor vai tratar de temas relacionados aos pacotinhos de uma forma única,garanto que vocês se encantarão por essa pediatra que é simplesmente apaixonada pelo o que faz!
SERÁ QUE TEM PALITINHO COM GOSTO DE GELATINA?
Bem, me apresentando: meu nome é Eleonor Hertzog, sou gaúcha de Porto Alegre, escritora durante parte do tempo, pediatra em outra parte do tempo, e mãe durante todo o tempo, porque essa é uma atribuição que não dá folga jamais. Tenho três filhos: uma “menina” de 29 anos e dois “meninos”, um de 26 e outro de 23 anos. Apesar de serem já mais altos do que eu (BEM mais altos!), continuam sendo minhas crianças. Também já estreei como uma feliz vovó. Minha filha teve seu primeiro filho, que ainda não completou um aninho.
Em Pediatria, trabalho em meu consultório particular e em uma Unidade Básica de Saúde, também conhecida como “o postinho”. A vida, no entanto, nem sempre foi tranquila assim. Logo depois de formada, fiz especialização em Neonatologia. Os neonatologistas são os pediatras que trabalham com bebês de até 28 dias, e são intensivistas, ou seja, são médicos de CTI. Por quase 10 anos, trabalhei em uma CTI Neonatal, em plantões diurnos e noturnos, atendendo bebês que nasciam doentes ou antes da hora. É um trabalho gratificante, mas física e emocionalmente exaustivo. Faz dois anos que encerrei meu trabalho como intensivista e, apesar de guardar boas recordações desse período, não pretendo voltar. O consultório, com todas as suas febres, tosses, espirros, cólicas, vacinas, sorrisos banguelas dos bem pequenos e perguntas curiosas dos maiores (“Tia, como é que liga esta luzinha? Tia, tem palitinho com gosto de gelatina? Tia, não vai ter injeção, né?”) faz mais meu estilo agora. É simplesmente lindo conhecer um bebê com dias de vida, acompanhar seu crescimento e de repente estar com aquela pessoinha diante de si, conversando da escola, dos amigos e até dos namorados! É uma maravilha.
Já perceberam que adoro minha profissão, não é? Acreditem, gosto tanto de escrever quanto gosto da Pediatria. Aqui, a escritora e a pediatra vão trabalhar juntas. As duas muito felizes!
Ah, sim: os assuntos vão ser escolhidos entre os que mais aparecem no meu dia-a-dia do consultório, mas, se tiverem sugestões, sintam-se à vontade! Esse espaço não é meu, é nosso!
Beijos e até daqui a quinze dias, Eleonor
Eleonor Hertzog é mãe da Anelise, do Augusto e do Alexandre e é vovó coruja do Arthur. Pediatra, já atuou em uma Unidade Neonatal e em Unidades de Saúde. Atualmente atende em consultório e nas horas vagas é escritora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário